Harmonização Facial: Busca pelo padrão ideal versus envelhecimento saudável

Nos acompanhe em tempo real:
Compartilhe nas redes sociais:
24/08/2020 14h58
0 Comentários

Já não é de hoje que a Harmonização Facial vem ganhando espaço nas redes sociais e a preferência de famosos e influenciadores. A prática já existe há mais de 40 anos, mas foi de uns 4 anos para cá que o termo veio se popularizando e ganhando cada vez mais adeptos em busca de um perfil estético ideal, muitas vezes acompanhado por fotos de celebridades para servir como modelo a ser alcançado. Segundo dados do Google, ferramenta de pesquisa, a busca pelo termo ‘Harmonização Facial’ aumentou 540% só em 2019, em comparação com o ano anterior.

Segundo a dermatologista pioneira em dermatologia estética, Dra. Simone Stringhini - que lidera a clínica Stringhini | Dermatologia Avançada, no Rio de Janeiro, há 20 anos - esse aumento na procura deve-se ao fato de que, "com o crescimento das mídias sociais, a preocupação com a imagem se tornou maior. Além disso, o fato de os procedimentos terem efeitos imediatos, com pouco risco e sem down time, fez crescer o interesse por eles". A doutora conta ainda, que a maioria das pessoas que chegam ao consultório estão em busca de alguma solução imediata e não pensam em como aquele procedimento vai se comportar a longo prazo, conforme o envelhecimento natural da pele.

No que consiste a harmonização facial? Ela é indicada para todo mundo?

A harmonização facial é um conjunto de procedimentos que utiliza preenchimentos, bioestimuladores de colágeno, em diversos pontos do rosto, e toxina botulínica com o intuito de deixá-lo mais simétrico e harmonioso, recuperando a perda de volume causada pelo processo de envelhecimento. Mas foi a alta procura de celebridades, como Gretchen, Xuxa e muitos outros pela prática que a tornou tão desejada. Apesar de não ser muito invasiva, a doutora Simone alerta para os perigos da padronização nos procedimentos. "Existem diferentes tipos de beleza e cada pessoa é única, não se pode criar um único padrão e tentar encaixar todos dentro dele, sob o risco de perder sua individualidade", afirma ela.

Normalmente, os preenchimentos são feitos com ácido hialurônico e podem ser realizados no consultório, em homens e mulheres adultos. Mas é importante se atentar ao profissional que realiza o procedimento para que o resultado não seja frustrante e até mesmo perigoso. "Queremos trazer uma expressão facial saudável e descansada, para isso temos que pensar na estrutura das camadas pele e como elas vão se comportar de acordo com as expressões de cada um para que fique algo natural".

O MD Codes é exemplo de técnica que pode ser utilizada para o rejuvenescimento, respeitando as especificidades de cada rosto, como formatos e linhas de expressão. Este é um dos tratamentos mais inovadores, pois se baseia no mapeamento dos pontos de sustentação facial, que são codificados para aplicar o preenchimento e estimular a produção de colágeno nessas áreas, prevenindo a flacidez com o passar do tempo e potencializando os resultados.

Por isso, a doutora aconselha a buscar um médico dermatologista ou um cirurgião plástico, antes de fazer qualquer tratamento, e verificar com ele quais são os procedimentos mais indicados, de acordo com suas queixas e desejos. "A ideia da dermatologia estética não é apenas corrigir alguma imperfeição, mas sim tratar e recuperar a pele para que ela possa se adequar da melhor forma ao envelhecimento natural e trazendo bons resultados estéticos também", finaliza a dermatologista.

 

Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

0 Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
Caracteres restantes: 700
 
  • Nenhum comentário publicado.